Dip de queijo cheddar picante para Doritos

Dip” é o nome que se dá, em inglês, para esses molhos gostosinhos onde a gente mergulha os petiscos. Sabe do que estou falando, né? Claro que sabe. Às vezes você come a torradinha insossa só porque precisa dela para pegar bastante do dip – eu sei de tudo o que você faz.

Não se preocupe, todos fazemos isso.

Aqui está o dip que faz mais sucesso na minha casa, quando recebo os amigos com beliscos (ah, gente, como é sapeca essa variação de “petiscos”!). Sirvo sempre com Doritos, seja o Dippas (original) ou sabor Queijo Nacho – que eu prefiro, na verdade.

Este dip é de queijo cheddar (até aí, tudo bem!), mas surpreende a todos por ser picante! Mais picante do que se espera, mesmo que você coloque uma plaquinha avisando: hot.

A Elma Chips começou a vender os molhos prontos para você comer com o Doritos Dippas, já faz uns anos. Sinceramente? Eu já fazia em casa esse dip de cheddar picante e por isso os molhos do Doritos não me conquistaram. Não encontraram espaço na minha casa, definitivamente.

Experimente a receita e me diga se não é bem mais gostoso feito por você. 😉

Receita de Dip de Queijo Cheddar Picante

Ingredientes:

– 250 g de queijo cheddar cremoso (você vai encontrar em copo e em bisnaga – ou “sachê“, aquele de saquinho. O do copo, igual ao de requeijão que você conhece bem, é mais denso e tem sabor mais suave. O cheddar em bisnaga é mais mole e com sabor mais marcante – digamos que seja mais salgado, normalmente. Você escolhe o que achar melhor. Eu prefiro o do copo, porque nunca tive uma boa experiência com os de sachê, embora também nunca tenha comprado um que fosse de alguma marca conhecida e testada por mim. Essa quantidade, 250 g, costuma ser suficiente para horas de papo com os amigos e muitos Doritos, mas recomendo que você vá fazendo meia receita por vez, para que esteja sempre “fresquinho”. Se o copo tiver um pouco mais ou menos do que 250 g, não tem problema. Caso use o de bisnaga, preste atenção na quantidade, elas costumam ter muito mais do que isso. Neste caso, não use tudo, faça as continhas.)

– 2 colheres (sobremesa) de Ketchup tradicional

– 2 colheres (chá) de pimenta Tabasco Original (eu gosto de fazer esse dip bem picante, por isso uso a mesma medida do ketchup, em vez dessa que indiquei para você. Se quiser me seguir, experimente primeiro com as colheres menores para ter certeza. Antes que você me pergunte se pode ser outra pimenta, vou te adiantar que nenhuma outra será igual à Tabasco no resultado final, aí você decide.)

– 6 gotas de molho inglês (a verdade é que eu não tenho uma medida certa para este ingrediente, porque coloco umas poucas gotinhas e experimento para ver se precisa de mais. Quando vejo, já misturei e não contei. Bem, chutei que sejam 6 gotas para começar, espero ter feito gol.)

Modo de preparo:

Prepare em um recipiente que não seja o que você vai servir, para não ficar com as beiradas sujas.

Comece colocando o queijo cheddar cremoso e experimente, para conhecer o sabor dele sozinho. Adicione o ketchup e experimente de novo, para ver a diferença que ele fez. A cor vai ficar um pouco mais alaranjada, claro. Amarelo + vermelho = laranja! Porém, se estiver usando o queijo cheddar de bisnaga, é provável que você nunca tenha tido um amarelo dentro do seu recipiente, mas que já tenha partido de um laranja, porque eles têm mais corante (repare).

Acrescente a Tabasco. Experimente e veja se está mais picante do que você esperava. Se estiver, a medida é essa mesmo. Se achar que ainda dá para colocar mais, vá em frente. Só não exagere, porque nem todo mundo tem boa resistência para comidas picantes.

Por fim, acrescente as gotinhas misteriosas de molho inglês. Ele vai dar um toque especial, experimente para ver se não é verdade.

Depois de misturar tudo, veja se precisa acrescentar mais de algum ingrediente, seja para que o sabor dele fique mais acentuado ou para compensar no excesso de outro (exemplo: colocar mais cheddar porque está picante demais).

Não existe um sabor correto para o dip, mas ele não deve ter só gosto de cheddar e nem ser insuportavelmente picante, a ponto das pessoas não comerem. O ketchup faz diferença também, ele dá aquele “levante” no sabor, com sua doçura e acidez.

Agora, digamos que você tenha achado que fez tudo muito bem e que aquela magricela da namorada nova do seu amigo tenha engasgado com a pimenta do seu dip. Neste caso, você pode escolher entre socorrê-la da forma correta ou dar um copo d’água.

Para servir, lembre-se de que as pessoas vão mergulhar o Doritos no molho e que, se os salgadinhos ficarem expostos por muito tempo, vão murchar. O melhor é ir repondo conforme forem acabando. Fica bem legal se você colocar o potinho de dip no centro de um prato bem grande e os Doritos em volta. Se não tiver um pratão grande o suficiente em casa, então eu lamento muito (se tivesse, poderia comer uma pizza inteira sem precisar cortar em fatias, num dia de gula). E se você achou que eu ia dar outra idéia para você servir bonitinho, é porque precisa ler mais posts do blog para saber que não faço o tipo “fofolete querida” todo o tempo – quase nunca, se não me falha a memória. Tem uma pitada de “se vira aí mermão” neste blog. Faz parte da educação culinária.

Ah, já ia me esquecendo! A quantidade de Doritos vai variar conforme o número de pessoas e anda difícil fazer referência aos pacotes da Elma Chips, porque cada dia que eu vou ao supermercado, tem um tamanho novo. Vai ser simples: quantos pacotes você compraria para os seus convidados beliscarem enquanto tomam uma cerveja (ou sei lá o que for)? Pronto, é exatamente essa a quantidade. A diferença é só que eles vão comer com molho, só isso (e se alguém morder o Doritos e depois colocar dentro dip de novo, lance um olhar de raio laser que a pessoa vai entender).

Vai muito bem com uma cerveja gelada, apesar de eu não gostar de cerveja. 🙂

Bon Appétit!

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

  • rebeca souza

    eu fiz e ficou maravilhoso minha mãe ta muito contente comigo pois tenho apenas 12 anos e já sei fazer varias coisas. Graças ao Socorro na cozinha muito obrigado de verdade

  • caroline

    Oi Vanessa, estou ansioso pra testar esse receita ja tentei inventar uma parecida,

  • Renato

    Oi Vanessa, estou ansioso pra testar essa receita.
    Já tentei inventar uma parecida, mas foi um fracasso.
    No caso de um cheddar menos denso, tens alguma dica de como engrossar esse molho? Tentei nata, requeijão e creme de leite. Mas foram péssimas escolhas.
    No mais, parabéns e até a próxima, pois agora preciso ir comprar esse molho inglês!

  • Paula Coelho

    Oi Amelia,

    Esse dip é maravilhoso sim! Não sabia dessa peculiaridade do molhos inglês. Você me convenceu, vou fazer a receita original.

    Obrigada ;)!

  • Amelia

    Oi Paula. Na minha opinião pode sim, mas na realidade não existe um substituto ideal para o molho inglês, pois ele é feito com tamarindo que é o que dá o gostinho todo especial desse molho. Mas na falta dele você não vai deixar de fazer esse dip maravilhoso, não é?

  • Paula Coelho

    Vanessinha (posso te chamar assim? Hehehe),

    Adorei a receitchenha…sou louca por molhos e pastinhas!

    Pergunta que não quer calar: Posso substituir o molhos inglês por molho shoyo?

    Bjus.

    Ah! A caixinha de comentários tá diferente né? Achei melhor assim!

  • Jose Camargos da Silva

    Sensacional…… Vanessa EU TE AMO!!!!!rsrsrsrsrs…
    Adoro seu blog, Parabéns e muito obrigado….