Bolo simples com recheio de geléia

Na fila do caixa do supermercado tinha uma moça muito humilde, cheguei até a achar que ela poderia ser moradora de rua, pela aparência. Dois bolos confeitados, dois refrigerantes grandes e duas velas de “1”, era a compra dela. A moça ostentava uma nota de 50 reais, dava pra ver que era uma compra especial e que estava cheia de orgulho disso.

Ela começou a me falar que o aniversário do filho não poderia passar em branco. Disse que já tinha dado o presente para ele, mas que precisava de um bolo para cantar parabéns. Aliás, o que ela queria mesmo era um bolo bem grande mas não achou para comprar, então levou 2 pequenos. Com 9 reais de troco e a festa do filho nos braços, lá foi ela embora.

Fiquei pensando (como tenho costume de fazer graças a Deus) na atitude daquela mãe. É que quando alguém que a gente ama faz aniversário, a gente não deixa passar sem bolo. E 41 reais, que pode ser uma grana sem fim, é um bom investimento.

Era mais ou menos isso o que eu estava fazendo ali.

Comprei farinha e outras coisas que precisava para fazer um bolo. Um bolo para a minha mãe que já se foi, mas que meu coração nunca vai deixar de amar, de lembrar, de agradecer, de “cantar parabéns” no dia 14 de janeiro. Por mais sem sentido que isso possa parecer.

É um bolinho simples, fácil e delicado, como o amor da gente.

Receita de Bolo Simples com Recheio de Geléia

Ingredientes:

175 g de manteiga (em temperatura ambiente, não pode ser gelada. A margarina culinária vem com um marcador de peso na embalagem para te ajudar a fracionar a quantidade)

175 g de açúcar refinado (repare que os 3 primeiros ingredientes têm a mesma proporção. Se não tiver uma balança de cozinha, leia o post sobre medidas culinárias e o que ensina a pesar alimentos com a balança do banheiro)

175 g de farinha de arroz (se não encontrar nada com o nome “farinha de arroz” no mercado, compre “creme de arroz”)

3 ovos

1 colher (sopa) de fermento em pó

Essência de baunilha a gosto (eu uso uma colher de chá cheia)

1 colher (sopa) de leite

4 colheres (sopa) de geléia de framboesa (pode ser diet, assim como pode ser de qualquer outro sabor que preferir)

Açúcar de confeiteiro peneirado para polvilhar (procure por “Glaçúcar“, da União, se você não conhecer açúcar de confeiteiro. Duas colheres cheias é suficiente.)

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes da massa (fora o açúcar de confeiteiro e a geléia, que são para o acabamento) em uma vasilha. Pode usar a batedeira ou o liquidificador, para a mistura ficar bem uniforme ou bater à mão, que dá mais trabalho mas dá certo.

Bata bem, até a massa ficar cremosa e homogênea.

Pré-aqueça o forno a 200°C por cerca de 20 minutos (acenda o forno nessa temperatura e deixe ele lá esquentando enquanto você faz o resto).

Você vai fazer um bolo recheado, então recomendo que use duas formas iguais para assar a massa, assim terá dois bolos e não vai precisar dividir um bolo alto em duas camadas baixas. Se não tiver, use uma forma maior, para pode partir ao meio e ficar com dois bolos da mesma maneira.

Duas formas antiaderentes redondas e rasas de 18 cm são uma boa pedida.

Depois de escolher onde vai assar, unte as formas com manteiga (é só passar manteiga no interior da forma toda, sem deixar espaços descobertos ou manteiga acumulada. Use as mãos, um pincel de silicone ou um papel toalha para espalhar) e depois forre com farinha (use a mesma farinha de arroz. Polvilhe um pouco dela por cima da camada de manteiga e vá batendo na forma, virando para lá e para cá para a farinha espalhar por todos os cantos. Tem que deixar tudo coberto e sem acumular, do mesmo jeito que você fez com a manteiga. Só não use nenhum instrumento para espalhar, desta vez).

Leve ao forno, mas diminua a temperatura para 180°C.

Deixe assar (sem abrir na metade do tempo) por cerca de 20 minutos. O bolo vai crescer e ficar dourado nesse tempo.

No final dos 20 minutos, faça o teste do palito para ver se está assado por dentro (espete no bolo um palito. Se ele sair limpo é porque a massa está assada. Se não, é porque precisa ficar mais tempo no forno).

Não deixe assar muito porque ele fica ressecado rapidinho!

Retire o bolo para esfriar. Você pode desenformá-lo em cima de uma grade ou sobre alguma outra superfície limpa e fria que você tiver. (Vou confessar que deixo esfriar dentro da forma, mas demora mais.)

Não sei como você assou seu bolo, se vai precisar desenformar dois bolos, se vai ter que dividir em duas camadas ou cortar ao meio. Só sei que agora será preciso unir as duas partes com a geléia.

Deixe a parte dourada (a parte o lado que ficou por cima no forno) voltada para cima mesmo, o fundo é feio!

Depois de montar o bolo, planeje a decoração. Se quiser que tenha alguma figura, como na foto, coloque um molde limpo por cima dele e peneire sobre ele o açúcar de confeiteiro. Depois é só tirar o molde com muito cuidado, para não estragar sua obra de arte.

Pode se usar qualquer coisa limpa como molde, desde que não vá estragar o bolo, claro.

Se não for usar nenhum molde, bastar peneirar o açúcar sobre o bolo.

Prontinho!

Não é o suco com gominho mas foi feito com carinho.

Bon Appétit!

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

  • Emanoela

    É uma boa pedida para celiacos, e dá para usar a farinha de trigo normal tbm.

  • Suyane

    Farinha de trigo funciona, no lugar da farinha de arroz?

    Obrigada