“Raiza Costa”, guarde este nome

Tem coisas que merecem ser compartilhadas. Outras merecem muito mesmo!

(Este post foi escrito em abril de 2013, por isso poderá parecer um pouco defasado para você.)

Não tenho hábito de navegar pelos canais do Youtube mas outro dia me deparei com um vídeo que me chamou a atenção. Era um vídeo de culinária em inglês, com dublagem em português.

Logo pensei que o conteúdo estivesse sendo replicado, como já vi acontecer outras vezes. Pensei que uma brasileira espertalhona estivesse reaproveitando os vídeos de outra pessoa para dublar em português e bombar de acessos aqui no Brasil. Então, comecei a ler os comentários e vi que outras pessoas estavam pensando o mesmo que eu, até que cheguei à resposta dela, em que dizia que tinha o maior trabalho para fazer aquela dublagem só para podermos assistir em português e que o conteúdo era dela mesma. Tipo: “poxa, gente…”.

Conteúdo era dela? Em inglês? Dublando para português? Como assim??

Fui conhecer o canal e por aí entendi a história toda. Fiquei encantada e louca para compartilhar aqui.

A Raiza Costa é uma brasileira que mora em Nova York, dona do blog Dulce Delight, que é escrito em inglês. Lá, ela dá receitas deliciosas (que são quase sempre doces) com fotos fofas e tem sempre a versão em vídeo, em que ela mesma prepara e explica tudo. Tipo num programa de culinária (aliás, muito melhor do que muitos que eu conheço!).

Os vídeos são o principal da história toda. São muito bons e produzidos por ela mesma, sozinha! Mal dá para acreditar que não tenha pelo menos mais duas pessoas trabalhando junto. O cuidado que ela tem com a produção é incrível.

Não sei se você tem ideia da quantidade de coisas envolvidas num vídeo como os que ela faz: a escolha da receita; a compra e a apresentação dos ingredientes; os detalhes que precisam ser ditos; a preparação do cenário e dos objetos que farão parte da receita; os paninhos bem passados; os talheres bem lustrados; a cozinha completamente arrumada como se não fosse a cozinha de uma casa normal; o posicionamento da câmera; a iluminação; a trilha sonora; a edição… Fora isso, é preciso parar o preparo pelo meio o tempo todo para fazer ajustes: mudar o ângulo da câmera; mudar a luz; reposicionar os objetos em cena; limpar alguma coisa que tenha sujado; retocar a comida que está ficando “de cara feia” com o passar do tempo ou até mesmo substituí-la (isso sai caro!) e por aí vai. Não é moleza não!

Num ato de extremo amor à pátria, ela ainda criou um outro canal, para os vídeos na versão em português, dublados por ela mesma. E ainda vem esses brasileiros com espírito de porco achar que ela rouba conteúdo dos outros (hehehe)!

A Raiza estudou Artes Visuais em São Paulo, antes de se mudar para NY. Claro que essa bagagem é muito importante para a qualidade do conteúdo que ela produz, mas isso não faz com que seja menos trabalhoso e merecedor de muitos elogios.

Assim como eu, ela é uma autodidata na cozinha. Aprendeu a cozinhar observando, pesquisando, comendo e testando suas habilidades. Temos mais algumas coisas em comum: uma linda batedeira amarela, um gosto por paninhos e utensílios com cara de vovó e nenhuma vergonha de fazer brincadeiras bobas para todos verem. Mostrar quem é, sem medo de ser feliz!

Um depoimento dela que li em uma reportagem é mais uma coisa que assino embaixo:

“Não existe mágica na cozinha. Cozinhar está no sangue, você precisa saber cozinhar para se alimentar, para viver. (…) Outra coisa é entender o que acontece com os alimentos. Se você faz um prato há anos, mas só sabe seguir o que está escrito na receita, você ainda não entendeu. Agora, quando você coloca um alimento na panela e sabe o que vai acontecer com ele, sabe como vai ficar se aquecer, que textura vai ter se adicionar outro ingrediente, aí sim você entendeu. Aí sim você é um verdadeiro cozinheiro.”

Navegando pelo canal, encontrei o seguinte vídeo:

Simples assim: a Raiza participou do “Masterchef” – um mega reality show de culinária que é exibido aqui no Brasil pela TLC (só que me parece que a temporada da qual ela participou ainda não chegou para nós). Isso não seria tão bacana quanto é, se ela não fosse tão ela quanto ela é. 🙂

Confesso que arrepiei da sola do pé até a ponta do cabelo (e olha que ele é bem longo). Fiquei emocionada como se estivesse vendo uma amiga, porque estou encantada com essa menina e tenho certeza de que ela mereceu muito estar lá.

Depois de encantar (também) os jurados com uma sobremesa (que é o que ela mais ama fazer), recebeu as três aprovações para ingressar no programa. Entre eles estava o chef Gordon Ramsay, que é famoso pela sua austeridade no programa Hell’s Kitchen (já veiculado no Brasil pela TLC, GNT e FOX). Para ela, ele foi só simpatia.

Infelizmente a Raiza não seguiu por muito tempo no programa, mas o blog dela continua funcionando, para nossa alegria!

Ela tem usado no blog os videos que posta em seu canal do Vimeo. São os mesmos vídeos do Youtube (principal, em inglês), mas parece que ela atualiza os dois. Apenas o canal em português que não encontrei no Vimeo, acho que ela mantém só no Youtube.

Depois da sua participação no Masterchef, a Raiza conquistou território na mídia por lá e por aqui. No Brasil, ela foi destaque em jornais e revistas, tanto nas versões impressas quanto online. Aqui vão duas para você ler: Revista Exame, Revista da TV do Jornal O Globo.

Sinceramente? Acho que ela merecia mais, aqui no Brasil. Não me conformo, por exemplo, por não tê-la conhecido antes! Como isso pode ser possível?? Os vídeos dela em português são pouco acessados perto de uns outros que temos aqui – que são de péssima qualidade, por falar nisso. Fora que são poucos seguidores no canal, relativamente. Alguém me explica por que cargas d’água alguns canais de culinária brasileiros que são horríveis têm nada menos do que 50 vezes mais inscritos?

Cadê a produção do Programa do Jô? Eles andam precisando de mais gente bacana por lá.

Recomendo muito que você se inscreva no canal em português da Raiza no Youtube e compartilhe com seus amigos! Mais do que recomendo, estou quase mandando, rsrs!

Curta também a página do Dulce Delight no Facebook, mesmo que ela escreva em inglês na maior parte do tempo. De vez em quando ela posta alguma coisa que acontece aqui pelo Brasil.

Agora, para você começar a seguir os vídeos da Raiza, olha só esta coisa mais linda de morrer que ela fez.

Rocambole de coração

Ainda falta a versão em português da receita mas no vídeo em inglês dá para ver como fazer. É fácil, acredita?

E aí?? Gostou?

Atualização (19/01/2015): Dois anos depois deste post ser escrito, não é que finalmente a Raiza foi convidada pelo Mais Você? É que ela está com uma parceria recente com o Gshow, uma websérie que leva  nome do blog dela mesmo: Dulce Delight. Os vídeos são em português, vai lá ver!

Atualização (09/11/2015): Hoje a Raiza estreia seu novo programa diário no GNT, o “Rainha da Cocada“! Não é o máximo? Finalmente ela está na TV, ocupando um espaço muito merecido. O sucesso não está chovendo só aqui no Brasil. Seu canal em inglês também está bombando lá fora. Parece que 2015 é o ano que demorou, mas chegou!

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

  • vanessa

    lendo isso em outubro de 2016, incrível como tudo que vc escreveu dela é real, e uma profecia sobre o sucesso que ela faria aqui rsrs 🙂

  • kelly

    Ola vanessa.
    Adorei seu artigo sobre a Raiza Costa. Encontrei seu blog ao pesquisar a historia da Raiza. parabéns e sucesso.

  • Andrea Augusto

    Semana que vem estreia o programa dela no GNT. Estou ansiosa porque assim como vc nunca tinha ouvido falar nela! Muito sucesso pra ti e pra ela!

    bjimm
    andrea

  • Cleide

    Nossa tu falaste tudo !!!! Realmente com a competencia que tem a Raiza, merecia ter mais de milhoes de seguidores 😀

  • Jéssica Jardim

    Sou papa Dulce Delight, me divirto e aprendo muuuuito com a linda Raiza. Sempre amei culinária, mas confesso que existe uma Jéssica antes e uma depois de conhecer o canal fantástico no youtube. Faz tempo que acompanho os videos, receitas, blog e tudo mais, faço questão de encantar minhas amigas com a arte de cozinhar através dos vídeos dessa lindona, inclusive, tenho uma amiga que não curtia nada a ideia de cozinhar e depois que começou a conviver mais comigo (sempre enviando os links de receitas e videos), ela passou a amar e vive fazendo bons testes em casa…rs
    Todo mundo tem um pé na cozinha, basta seguir as pessoas certas nas redes sociais….hahaaha….
    Amei o Post Vanessa, embora esteja conhecendo seu Blog agora, acho que já vou ficar por aqui mesmo!

  • Felipe

    Sarah, a Raiza usa as panelas de cerâmica e de cobre. As panelas de cerâmica podem descascar pelo fundo ser esmaltado e parecerem sujas, já as de cobrem mancham de preto por dentro muito facilmente depois de alguns usos… não são sujas as panelas.

  • Júlia

    Eu concordo, ela é emocionantemente demais… fora todas as características de forma e estética, ela segue um lado que acredito muito, de evitar industrializados ao máximo.

  • valentina.jacome@gmail.com

    Achei lindo o teu post – generous. Gostei imenso de conhecer o blog dela.Ela é tão autêntica. Obrigada por trazer esta descoberta.

  • Devo admitir que o seu trabalho de pesquisa foi mais eficiente que de muito jornalista por ai, serio, tirando o fato de eu estar extremamente lisonjeada com tantos elogios. Adorei tudo, inclusive seu blog que de fato me pareceu que temos muitas coisas em comum mesmo. Prox. visita ao Rio faço questão de te conhecer. Um beijão e um Plin bem alto pra vc <3