Focaccia, o pão nosso

A Focaccia é uma preparação que pode ser salgada ou doce, grande ou pequena e que normalmente é feita com uma massa fermentada, bem untada e achatada numa assadeira com as mãos. Os buracos que se formam com as marcas dos dedos abrigam poças de azeite e os demais temperos.

A focaccia mais famosa é a genovesa. Se um dia for lá em Gênova, coma uma por favor!

As evidências do consumo da focaccia estão presentes na História da civilização desde que descobrimos que dá certo misturar água e cereais para fazer uma pasta e então cozinhá-la. Aliás, “focacius” é “cozido sob as cinzas”, em latim.

A focaccia é o ancestral de preparações maravilhosas que conhecemos hoje, como as pizzas e tortas salgadas. Ela era consumida como pão, que podia também ser recheado com outros ingredientes disponíveis (queijos, peixe etc.).

Esse antigo pão era o alimento mais precioso do homem, já naqueles tempos muitíssimo remotos. Era objeto de cultos religiosos, oferenda para deuses e um alimento que se comia em grandes festejos.

Depois que descobrimos o fermento, a massa do pão passou a ser preparada com ou sem ele. Os judeus, por exemplo, consumiam apenas o “pão ázimo” (já ouviu falar?), que não é fermentado.

Bom, com o tempo outros ingredientes foram incorporados, novas formas de preparo foram inventadas e muitas novas receitas surgiram.

Graças a Deus a massa de pão temperada com ervas e azeite não foi esquecida. Bom, acho que nenhum ser humano poderia esquecer de passar adiante essa receita tão simples e, de fato, inesquecível.

Acho que vou ter que passar para você também!

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

Anterior:

Próximo: