Diferença entre ovos caipiras, orgânicos e de granja

Lá vai você para o supermercado com o seu último discurso saudável: “só como ovo caipira” (já fez isso ou ainda não chegou a sua hora?).

Aí você chega lá, pega sua caixinha de ovos vermelhos super se achando da roça, crente crente que come ovo caipira.

Vou te contar um segredo: pra começar, não há diferença nutricional entre ovos de casca branca e os de casca vermelha (que na verdade é muito mais para marrom do que vermelha, mas chamam assim). Menos ainda pode-se dizer que os ovos vermelhos são ovos caipiras.

Vamos esclarecer tudo isso para você comprar exatamente o que deseja?

Ovos brancos e ovos vermelhos (marrons)

A cor da casca do ovo tem relação apenas com a genética da raça da galinha que o botou.

Basicamente, galinhas de penas brancas botam ovos brancos e galinhas de penas vermelhas botam ovos vermelhos (marrons, na verdade). Até aqui não há nenhuma diferença entre os valores nutricionais dos ovos.

Ovos de granja

Ovos de “granja” não são ovos de galinhas criadas soltas na granja como parece. Esse tipo de ovo é produzido num esquema de produção industrial, em que as galinhas ficam confinadas e comem sem parar, sem sequer se mexer dentro da gaiola e tendo como único objetivo colocar ovos. E muitos ovos!

Essas galinhas têm seus bicos cortados (debicagem) para aumentar a produtividade, basicamente. Com essa prática, evita-se, por exemplo, que a ave escolha a ração (que dó!!) e desperdice alimento; que os ovos sejam bicados e portanto perdidos e que haja canibalismo entre elas. Tudo isso se resume em garantia de produtividade, como eu falei.

Desse tipo de criação, é que vêm os ovos enriquecidos, vitaminados e light (que inclusive são variedades questionadas por muitos nutricionistas). Eles são resultado de uma alimentação diferenciada das aves e nada têm a ver com o bem-estar das bichinhas.

Ovos caipiras

Ovos caipiras também são chamados de “ovos tipo colonial” e “ovos de capoeira“.

Pela legislação, as galinhas que produzem esses ovos devem ser criadas fora de gaiolas, ciscando livremente. Elas põem os ovos em ninhos cobertos, bem mais saudável do que naquelas gaiolas apertadas, né?

A alimentação nessas criações é toda de origem vegetal e sem pigmentação (que é usada na ração para dar uma cor mais amarelona à gema, artificialmente). Os animais não podem tomar remédios que estimulem o crescimento e nem antibióticos.

Bem, pelas condições em que as galinhas são criadas, no maior estilo “caipira”, nem hesito em preferir esses ovos aos de granja.

Ovos Orgânicos

Meus preferidos.

Ovos orgânicos são produzidos por galinhas que recebem uma alimentação 100% orgânica, ou seja, sem agrotóxicos e fertilizantes químicos. Não é permitido também usar remédios para crescimento e nem antibióticos. Com essas restrições, o ovo orgânico não vem com qualquer resíduo químico.

As galinhas são criadas em condições que prezam seu bem-estar e seu comportamento natural, bem ecologicamente correto. Por exemplo, é proibida a prática da debicagem e do confinamento em gaiolas. :) Estudos dizem que galinhas criadas assim, soltas, põem ovos com cerca de 4 vezes mais vitamina A do que os de granja.

Para chamar seus ovos de “orgânicos”, o produtor precisa receber um certificado emitido por uma certificadora terceirizada, que segue parâmetros ditados pelo Ministério da Agricultura.

Por motivos óbvios, esses ovos são mais caros. E não vale a pena?

Alguém tem mais informações sobre ovos e criações de galinhas?

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

  • http://twitter.com/meunomenaoejao MIRANDA, Luan

    Especismo também mata bilhões todo ano, e isso é absolutamente desnecessário e evitável.
    E não, não há. É fato que plantas podem reagir a estímulos. Entretanto, até organismos não-vivos como células e proteínas respondem a estímulos. Esta capacidade não é igual a ter senciência e muito menos a sentir dor. Plantas podem ter mecanismos de defesa, atração, estratégias de dispersão de sementes ou captura de presas; mas nada indica que elas experimentem dor ou sentimentos, ou que tenham interesses e vontades próprias. Mesmo que as plantas tenham algum tipo de sensibilidade, ela seria muito diferente da senciência dos animais – os próprios estudos que tratam seriamente da sensibilidade das plantas constatam isso, e esses supostos “estudos” são vistos como piada dentro da comunidade científica, além de um desserviço, já que não possuem nenhuma validade científica e não atende aos critérios metodológicos.

    O objetivo da dor e do sofrimento é de servir de alerta ao animal, possibilitando a fuga. Não possuem as plantas vantagens evolutivas no sofrimento ou na dor, tampouco sistema nervoso central ou cérebro, ou consciência de si.

    Se eu descarregar uma corrente elétrica em um fio amarrado a um sino, o sino tocará. Mas isso não significa que o sino seja senciente. As plantas não possuem sistemas nervosos, receptores de benzodiazepina ou quaisquer características que estejam relacionadas à senciência.

    E tudo isso faz sentido do ponto de vista científico. Por que elas teriam a necessidade evolucionária de desenvolver a senciência se elas não podem fazer nada para reagir a um ato danoso? Se você atear fogo a uma planta, ela não poderá sair correndo, ela permanecerá no mesmo lugar até queimar. Agora se você atear fogo a um cachorro, ele reagirá exatamente da mesma forma como você reagiria: ele urrará de dor e tentará se livrar das chamas.

    Aliás, esse argumento seria infundado, mesmo que plantas sentissem algum tipo de sofrimento por uma simples questão matemática: se ambas as plantas e os animais sofrem ao serem mortos para a alimentação, comer apenas vegetais ainda sim é menos danoso, já que para comer animais é preciso, da mesma maneira, matar plantas para alimentá-los (e a quantidade de vegetais necessários para alimentar o gado poderia alimentar toda a população humana várias vezes — no mesmo espaço necessário para criar um boi que renderá 210kg de carne é possivel cultivar TONELADAS de vegetais no mesmo período), e isso sem contar com a degradação ambiental que a pecuária causa, destruindo as florestas nativas e a biodiversidade. Ou seja: quando se come animais, se mata duas vezes mais e se causa duas vezes mais sofrimento do que uma alimentação estritamente vegetal. Se quiser podemos analisar os mecanismos da dor, mas te garanto que chegaremos a conclusão de que esse argumento não faz sentido algum.

    Anti-especistas só seriam hipócritas ao defender ser errado matar animais e ser correto matar plantas se o critério que utilizassem para defender que matar animais é errado fosse o fato de estarem biologicamente vivos (um critério que incluiria as plantas). Mas, não é isso que a proposta anti-especista defende. O anti-especismo defende que o erro em matar se dá porque a vítima é privada de desfrutar experiências positivas e causamos experiências negativas totalmente desnecessárias. É isso que explica o erro em matar seres sencientes em geral, humanos e não-humanos. Plantas não são seres sencientes, logo não há hipocrisia.

    Senciência é a capacidade que um ser tem de sentir conscientemente algo, ou seja, de ter percepções conscientes do que lhe acontece e do que o rodeia, buscar experiências positivas e evitar experiências negativas, que é onde entra o mecanismo da dor, como disse. A civilização que confina a vida e a coisifica é formada por seres eles próprios objetificados, impossibilitados de se imaginar no lugar dos outros, incapacitados de sentir. A Liberdade é um desejo de todo ser vivo senciente.

    Mas enfim… Adoraria ler esses estudos que citou, porque só encontrei matérias sensacionalista e livros escritos por pessoas que não são da area. Recomendo esse artigo:
    http://www.linv.org/images/about_pdf/Trends%202007%20Alpi.pdf
    E esse também, em português, onde esse “estudo” pseudo-científico ao qual provavelmente se refere é refutado: http://consciencia.blog.br/2010/03/experiencia-da-senciencia-vegetal-refutada.html#.VxEO8Ec2W0U

  • Flavia Oliveira

    Antropocentrismo mata. Quem disse que a senciência humana é a única que existe ou causa dano ao indivíduo? Há estudos de sobra provando que vegetais “sentem”. Coma pedra, quem sabe.

  • http://twitter.com/meunomenaoejao MIRANDA, Luan

    Quando plantas forem seres sencientes, a gente conversa.

  • http://twitter.com/meunomenaoejao MIRANDA, Luan

    Leite é pra bezerro. Uns minutinhos no seu paladar são mais importantes que sua saúde ou o bem estar dos animais? Até mesmo pequenos produtores estão explorando e estuprando as vacas, matando bezerros para roubar o alimento que seria deles, e perpetuando a crueldade animal.
    E leite vegetal depende, e ser diferente não quer dizer que seja ruim.

  • Cassiano

    Comprei ovos caipiras da marca Mizuma. joguei o endereço no google earth e pá! só se via granja!
    Pensei que caipira era quando elas ficam soltas…. no mato….

  • Simone Martinewski Dable

    Estas enganado! As galinhas orgânicas recebem 7 vacinas diferentes, para prevenir doenças e as condições de higiene e manejo das aves as mantém sem doenças. Produzo ovos orgânicos e sei o que estou falando, Existem produtores de cereais não transgênicos e que não usam agrotóxicos. Atualmente é muito facil identificar grãos transgênicos nas propriedades, o que levaria a perda da certificação entre outras sanções.

  • Virginia Abreu de Paula

    Felipe, você se enganou. Te contaram errado e você acreditou, Nenhum ser humano precisa de ovo para ter saúde nem de carne nem de leite. As pessoas comem porque gostam do sabor, nada mais. Também não é verdade que todos que criam galinhas e vendem seus ovos não galados as mandam para a morte depois. Muitos fazem isso, mas sei de alguns que não fazem. Ficam com elas numa boa. Quando ao caso das baratas, era de se esperar este tipo de comentário sem sentido porque todos que querem continuar comendo carnes e derivados de animais apelam. Mas a situação é outra. E sei de quem não mata baratas.

  • durancba

    KKKK esta historia de ovo organico é pra ingles ver e comprar, não jogue fora seu dinheiro com esta enganação, começa que as galinhas foram modificadas geneticamente, o milho, soja e etc que vai na ração é hibrido, e duvido que um cara que tenha 1000 ou + galinhas dá antibiotico (Quimicetina na Agua) e vitagold (concentrado vitaminico), fui criado em fazenda e sei o que estou dizendo, a 20 anos atras já não existia mais milho nativo, as sementes estão nas mãos de grandes laboratorios, a primeira remessa veio como hibrido + resistente a pragas e a prole não produzia, logo depois começaram os trangenicos mesmo o povo fazendo de conta que não sabia, gostaria de saber quem vai gastar para mecanizar uma area e esperar uma produção pequena ou perder totalmente devido as pragas, ou ainda comprar moscas que produzem lagartas para conbater lagarta do milho a preço de ouro, acordem isto já é folclore, ja ouvi relatos de uma empresa que produz ovos de granja e organicos, onde uma pessoa comprou 2 bandejas como organico e eram diferentes as gemas, ou seja ainda é capaz que a industria culpe o dono do mercado ou quitanda dizendo que eles trocaram os ovos. kkkkkkk. A melhor opção é o ovo caipira mesmo criados no fundo da chacara.

  • Joyanara Ferreira

    Nossa, depois que eu li essa matéria fui pesquisar um pouco sobre como as galinhas são criadas nas granjas, pois confesso que não conhecia bem o processo e fiquei chocada com tamanha crueldade!

  • Joyanara Ferreira

    Aqui em casa só se come ovo caipira ou de capoeira como se chama aqui na minha terra. Como moramos no interior conseguimos encontrar com facilidade, pois tem muitos sítios próximos que criam galinhas assim soltas e de forma natural. Esses ovos além de mais saudaveis são mais gostosos. Ovo de granja aqui em casa não entra.

  • Rosana Alvaro

    como 10 ovos com canela, azeite, curry e alho.. antes de correr 5 e outros 5 durante o dia nunca me fez mal e tanto nos exercícios quanto nos estudos #Souconcurseiro da um megaPamp..

  • marcelo ricardo

    não prestei muita atenção na escrita olhei mais pra sua foto ^^

  • José

    Voce é tao bonita que nao sei se vou comentar sobre ovos ou sobre sua beleza

  • Thais .

    ovo orgânico tem várias cores. não se preocupe.

  • Thais .

    não viaja,cara…galinhas soltas colocam ovo branco SIM. só como ovo orgânico das galinhas que minha vó cria. eu msm ajudo ela a tratar e retirar os ovos de vez em quando. os ovos vem das mais variadas cores

  • marcos

    que tal passar fome?

  • Agent Smith

    O problema não é exatamente a transgenia em si. O que acontece é que a modificação genética feita na soja e no milho serve para torna-los resistentes a um veneno estupidamente mortal: o Rondup. Como nós não somos resistentes a esse “defensivo agrícola”, ficamos como cobaias humanas dos efeitos do consumo desse veneno a longo prazo.

  • Monique Sander

    NÃO!!A COR BRANCA SE DÁ POR SER ALIMENTADAS COM HORMONIO QUE TEM NA RAÇÃO QUE AS ALIMENTA,TENHO PRODUÇÃO DE GALINHA DE TODAS AS CORES INCLUSIVE BRANCAS,SÃO SOLTAS NO SÍTIO,NÃO DOU RAÇÃO SÓ MILHO,GRAMAS..,E OS OVOS TODOS COM A CASCA COM PIGMENTAÇÃO AMARRONZADAS E CASCAS AZULADAS(RAÇA DA GALINHA),E A GEMA CHEGA A SER LARANJA FORTE,(cor do sol de verão quando está se pondo).o texto acima tem bastante verdade,mas errou feio que galinha branca ponhe ovo branco e vice-versa.espero ter te ajudado.

  • FelipeDBKO

    Duda, também tenho muita dó, mas nós seres humanos não comemos só por prazer: somos onívoros… Assim como leões comem gazelas ou como golfinhos comem peixes, nós também precisamos de carne pra ter uma vida saudável… Realmente, esse jeito de se tratar as galinhas de granja é um absurdo mesmo, mas o ideal é que no momento de vida o animal não seja tratado que nem lixo…

    Mas eu aposto que você não exita em matar baratas na sua casa, elas também não tem culpa e só querem sobreviver, não merecem nem mais nem menos que um cão ou um gato (OBS: se eu julguei errado desculpe, mas eu particularmente não mato baratas, vou correr mais risco de pegar uma doença me aproximando pra matar ela ao deixar ela em paz kk)

  • Gilberto Almeida

    Pessoal, o debate sobre alimentação é saudável! O ovo é um alimento completo e eu como 2 ou 3 ovos por dia. Dois caipiras ou orgânico no café da manhã, quente e na casca com sal rosa do himalaia e azeite, mais um à noite que coloco na sopa quente! Tenho comprado ovo orgânico de casca branca na feira livre, de uma revendedora que me garante que é orgânico! Preciso ir num local de venda de orgânicos ( como no Parque Água Branca-São Paulo ) para pesquisar , mas pergunto: o ovo orgânico é branco mesmo?

  • Rodrigo Chueri

    eu preciso, meus genes ditam que eu sou onívoro. O que eu faço apenas é torcer pra que o animal seja bem tratado em vida.

  • Ana Borges

    A Agni tem uma parcela de razão, visto que o Homem enxergou na “Linha dos Orgânicos”, uma bela fonte de renda. Hoje não conseguimos ter tanta garantia de que realmente um produto é orgânico. Está sim uma bagunça. É preciso ler bastante, filtrar bastante a origem das coisas. Infelizmente o foco é o lucro. E sim, acredito que dê pra unir qualidade e diligência + lucro… Só que na prática a gente sabe que funciona de outro jeito.

  • andressa

    mas o gosto do leite vegetal não tem nada a ver… até é gostoso um leite de amêndoas geladinho de vez em quando mas eu não encaro sempre não, a maioria desses leites tem um sabor estranho.
    jean, se vc não abre mão do seu leitinho de vaca, como eu, pode também procurar por pequenos produtores que ordenham à moda antiga e não vendem a larga escala. Quem tem a sorte de ter amigos ou familiares com fazendinhas melhor ainda!

  • Tati

    Isso é dificil Fernando p/ alguns. Eu, por exemplo, não sou fã de carnes, exceto peixes, mas como carne vermelha todo santo dia por causa de doença sanguínea. A hematologista me recomenda a comer ao menos 1 pedaço de carne bovina ao dia e, realmente, dessa forma, eu pude me livrar de medicamento, q a longo prazo prejudicaria o fígado.
    O ideal seria que os governos interviessem e criassem legislaçao protegendo direitos dos animais e também dos consumidores, de forma que os animais não pudessem ser criados confinados, tomando medicamentos e sem tanto sofrimento.

  • Tati

    Eu tb não sei diferenciar… Como faz… é verdade isso q a gema do ovo caipira não quebra ao fritar?

  • Tati

    Ovo orgânico é o primo rico do caipira, ambos são ótimos… porém, em grandes cidades,será mais facil achar ovos organicos q caipiras…
    Eu me mudei p/ cidade de interior, há ovos caipiras, leite in natura, mas nada d organico… No caso das frutas e verduras, sabemos q muitos produtores usam agrotoxicos aqui e não há opção, ou comemos esses ou nada… então, como diz Lair Ribeiro, melhor ovo de granja q ovo nenhum, melhor vegetal c/ agrotoxico, q vegetal nenhum =(

  • Tati

    Na Amazônia pode até ser… O maior problema da soja e do milho é que praticamente todas as sementes vendidas em larga escala são produzidas pela Montsanto, ou seja, geneticamente modificado/ transgênico… então, não é confiável. Se por um lado o leite de vaca industrial é cheio de produtos quimicos, o de soja tambem é e mesmo que seja mais natural, a semente é transgênica… tenso ser saudável hoje, se nao tiver um sitio e sua propria produção…
    Por isso não podemos cair na histeria coletiva de organicos, naturais, veganos, pq isso seria num mundo perfeito e, infelizmente, o nosso não é. Há alternativas, mas não há garantias =(

 

Fechar