Comida para muita gente

Vira e mexe eu recebo um pedido de ajuda de alguma pessoa desesperada porque vai fazer comida para muita gente em algum evento. Normalmente a pergunta é: “Quanto da comida tal eu tenho que fazer para 300 pessoas?”. Resolvi, então, escrever logo um post sobre esse assunto.

Realmente tem comidas e comidas, umas satisfazem mais do que as outras, daí tanta dúvida. Mas pense bem, as pessoas continuam sendo as mesmas, independente do tamanho da festa.

O que quero dizer é o seguinte: a capacidade de comelança de cada pessoa será a mesma numa festinha para 5 convidados ou num festão para 500! (Então por que só me fazem essas perguntas quando é para mais de 100?)

Por outro lado, a variedade de opções no cardápio que você vai oferecer para as pessoas pode interferir na quantidade final de cada coisa. Se você fizer um churrasco só com carnes, com certeza você vai ter que oferecer mais carne do que se o churrasco também tiver bastante pão e linguiça.

Embolou. Vamos por partes.

Primeiro é preciso pensar na verba que você tem para o evento. Depois, se for um almoço (maioria dos casos que chegam para mim) ou um jantar, defina qual será o prato. Escolha também se vai ter outras comidas, como petiscos e sobremesa.

“Ah, mas eu não sei quantas coisas diferentes eu posso fazer com o dinheiro que eu tenho se eu não souber quanto de cada coisa vou ter que comprar.”

Entendo. Você precisa saber das quantidades.

Divida a verba pelo número de pessoas que estarão presentes e você vai saber quanto cada um poderá custar para você.

Vamos começar então a calcular…

Imagine que vai fazer comida para poucas pessoas, para ficar mais fácil.

A receita normal dá para quantos, em média? Cinco pessoas? Dez? Se na receita não disser o rendimento, com certeza você vai conseguir calcular, pensando em quanto vai no prato de cada um. Se não conseguir fazer isso usando a imaginação, aproveite alguma oportunidade, faça a receita e sirva os pratos, aí você terá certeza absoluta de quantas pessoas serão servidas com ela! (Se não tiver uma receita certinha, prepare do seu jeito e divida em pratos individuais, da mesma forma.)

“Ah, mas tem gente que come muito mais, que repete 3 vezes!”

É, mas também tem quem coma pouco ou que não coma nada. Você está trabalhando com uma quantidade média!

“Homem come mais do que mulher!”

Verdade (quando eu não estou por perto), então procure sempre pensar em porções individuais médias, entre um prato de mulher e um de homem.

Se você decidir servir outras coisas, com certeza os convidados comerão menos do prato principal. Procure pensar quanto de cada coisa cada pessoa comeria, da mesma forma que você fez com o prato principal e não se esqueça de considerar que ninguém vai comer a mesma quantidade de cada coisa que comeria se só tivesse essa coisa na festa.

Se a grana for curta, você tem que pensar em um prato barato. Fora isso, biscoitinhos, torradas e pães são sempre bem-vindos para dar aquela “forrada” na barriga das pessoas antes de servir a refeição.

Você pensou em tudo isso com 5 pessoas? Com 8? Com 15? Ótimo, você já sabe quanto  vai comer 1 pessoa e é isso que importa.

Agora multiplique pelo número de participantes do evento.

Falando em “evento”, na hora de calcular quanto come cada um, pense no tipo de evento que vai preparar. Obviamente, em um almoço se come mais do que numa festa com muita bebida e música.

Moral da história: use o bom senso sempre para calcular o consumo de uma pessoa, faça umas continhas e multiplique pelo número de participantes!

Essa é a dica que eu vou te dar sempre, porque você sabe muito mais detalhes sobre sua festa do que eu! Né não? 🙂

E não se cobre de calcular tudo muito certinho. Ninguém consegue fazer isso com tanta precisão!

Alguém tem mais dicas para ajudar essa galera festeira??

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

27 comentários… add one

Leave a Comment