Como comprar cenoura

Nada é óbvio para os leitores aqui do Socorro na Cozinha, nem mesmo como escolher cenouras. Na verdade, nada é tão óbvio quanto a dúvida de quem nunca aprendeu.

Você acha que não, que sabe tudo sobre cenouras? Então tá.

Você sabia que as cenourinhas (cenouras baby) não são originalmente daquele tamaninho?

Pois é, elas são cortadas. Viu? Agora que eu disse, você pensou: “ó, não sabia”.

Cenouras baby

Cenouras baby: lavadas, descascadas e cortadas!

Então vamos ao que interessa!

Como escolher cenouras

Evite as que estiverem quebradas ou com rachaduras. Verifique também se não estão machucadas, esburacadas. Procure primeiro pelas cenouras perfeitas, lisas e de cor laranja uniforme. Pequenas ruguinhas, como aquelas que aparecem na foto lá de cima, são normais. (Olha lá logo para ver do que estou falando.)

Se a cenoura estiver inteirinha e bonita, veja então se ela não está mole. Se você conseguir entortá-la para o lado com facilidade, é melhor deixar para lá. O que você quer levar para casa são cenouras tenras (frescas) e durinhas!

Outra coisa importante, é que se a cenoura ainda estiver com a rama, que é a parte folhosa (normalmente está cortada), você também precisa observá-la. Veja se está firme, com as folhas frescas e nunca murchas, com cara de “mortinhas”. Quando chegar em casa, se não for utilizar as cenouras imediatamente, corte a parte folhosa (não corte parte da cenoura junto!) antes de armazenar na geladeira. É que ela retira os nutrientes e a umidade da raiz (isso parece óbvio?). A não ser que você vá comê-las também.

Falando nisso, para seu completo conhecimento, a cenoura é uma raiz tuberosa (como a batata-doce, a mandioca – também conhecida como “aipim” e “macaxeira” – e o inhame), por isso é muito nutritiva: ela é fonte de vitaminas, minerais, fibras e carotenóides, entre os quais se destaca o betacaroteno.

Seu nome científico é: Daucus carota L.. (Que foi? Pare de “bobiça” com a cenoura!). Não só ela é comestível, mas a parte folhosa onde o coelho da Páscoa segura também. Porém, isso é muito raro de se ver (não o coelho, mas alguém que coma as folhas. Coelhos da Páscoa podem ser vistos todos os anos.). Inclusive, houve uma pesquisa que concluiu que as ramas são mais nutritivas do que as raízes! Eu esqueço, mas estou querendo incluir as ramas na minha alimentação faz tempo.

Cenouras na terra

Olha lá elas na terra, que lindeza!

Lave bem as cenouras para tirar a sujeira da casca e preste atenção: nós raspamos a casca da cenoura com uma faca, em vez de cortá-la, como fazemos com quase tudo.

Basta segurá-la com uma mão, na sua direção e de frente para você (não importa qual ponta vai estar virada para a sua barriga, veja como se sente mais confortável para segurar e com maior firmeza) e deslizar devagar a faca sobre ela, de uma ponta a outra, no sentido do seu corpo ou ao contrário, que em teoria é mais seguro. Claro que a faca precisa estar perpendicular à cenoura (se você faltou as aulas de matemática: ela tem que estar formando uma cruz com a cenoura e com as lâminas viradas para baixo, porque são elas que vão tocar a casca. Tá óbvio?).

Se você não entendeu nada da minha explicação ou se está com medo de se cortar, procure uma maneira de passar as lâminas sobre a casca de um lado para o outro e faça do seu jeito. O importante é se proteger da faca mesmo e, se puder, não tirar além da pele fininha da cenoura, porque é na superfície que estão seus nutrientes. Isso é bem simples, você vai ver! Bem mais fácil do que descascar coisas com um descascador.

Depois de raspar a casca, corte as pontas (só as pontinhas, não precisa mais do que isso) e pique como quiser. As formas mais comuns são: em rodelas, ralada e em cubos.

Para picar em cubos, corte-a em 4 partes, verticalmente. Você vai ter então 4 tiras compridas de cenoura para cortar horizontalmente, como faria se fosse fazer as rodelas. (Se você não souber ralar e cortar em rodelas, me pergunta nos comentários? É que eu realmente acho que você já deve saber…)

Armazene as cenouras na geladeira por uma ou duas semanas. Quando for usar, verifique se ainda está naquelas mesmas boas condições do dia em que a escolheu.

Não cozinhe as cenouras até ficarem muito macias. Elas precisam estar macias mas crocantes, assim continuarão nutritivas e saborosas. Experimentando, você vai entender a diferença entre o “macio e crocante” e o “muito macio”, que é murcho.

Ainda sobre as cenourinhas baby, elas são super fáceis de carregar para o lanche e muito bem recebidas pelas crianças, porque são quase um “snack” (saudável). Porém, ficam secas mais rápido do que a cenoura inteira, porque são menores e já estão descascadas. E isso? Óbvio?

E agora? Ficou mais fácil fazer um bolo de cenoura?

🙂

Mostre isso pro mundo:

Quem escreve

Criei este blog em 2007 como quem não quer nada e ele se tornou a melhor coisa que já fiz na vida! Aqui eu compartilho tudo o que sei sobre culinária, conto minhas histórias e ajudo quem precisa das primeiras lições na cozinha.

Comments on this entry are closed.

  • Paula matos

    Eu penso que nao se deve tirar a casca da cenoura porque é na casca que estao uma boa parte de suas propriedades.

  • Cíntia Costa

    Cara, achei esse seu blog googlando ‘cozinha para iniciantes’. Vou casar e n sei fazer muita coisa. Seu blog é sensacional, mega útil e a linguagem que você utiliza, além de informativa, é super divertida. Parabéns pelo blog e obrigada! Certeza que o maridão vai curtir as dicas e receitas hehehe…
    Beijoca

  • Helena

    Contei pra todo mundo sobre as cenourinhas e ninguééém acredita!!! hehehe

    Aqui na minha cidade vendem as cenouras sem as folhas só… Nem na feira vem com elas.

    Tá de férias do blog? Me perdi lendo o arquivo, tão legal 🙂

  • Thassi

    Vanessa, adoro seu blog! mas estou sentindo falta de atualizações,
    cadê você?
    Espero que esteja tudo bem e que vce volte logo;)
    :*

  • Ô, Vanessa! Adorei seu blog, mas como faz para receber a atualização no e-mail?

    Beijoca,

    Meire

  • Silvana

    gentem! amei o blog! sigo há mais ou menos um mês. Mas… cadê a dona do blog? cadê novos posts? tava ‘me amarando (ela é mt engraçada e as dicas mt boas), e ela vai e some!!! ¬¬
    estou para comentar há um tempão, mas sempre com preguiçã. Mas aí está. FALEI!! =D
    queremos novos posts!!!!! rrsrsrs
    [nova fã]

    ps: errei meu email = é GMAIL

  • Pingback: Noël à la maison Medina Ximenes « Oficina de Retalhos()

  • Paula Coelho

    Gentemm,
    Foi um choque saber q as cenourinhas baby são cortadas. Acho q o mesmo deve ter acontecido com as pessoas que assim como eu, acham que sabem “quase” tudo sobre cozinhar…heheheh.
    Ultimamente não tenho raspado a cenoura. Lavo bem lavadinha com uma esponja que tenho exclusivamente p/ isso, corto e cozinho ou faço ralada. Acho que assim, preservo mais os nutriente. Faço o mesmo com as batatas.
    Bj Vanessinha.